Login

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Blog Mentalismo
Dom Out 19, 2014 10:02 am por Marta Ribeiro

» Espiritos apegados a Materia e a Obsessão.
Sex Mar 07, 2014 6:48 pm por wilson Moreno

» A Ciência prova a existência de Deus: ADN – Deus e o Design Inteligente
Seg Nov 26, 2012 8:56 am por Lightness

» Conceito de Espiritismo
Seg Out 08, 2012 1:33 pm por Lightness

» Os 10 Mandamentos revelados a Moisés
Seg Out 08, 2012 1:21 pm por Lightness

» Ensinamentos Básicos do Budismo
Seg Out 08, 2012 6:47 am por Lightness

» As 7 Leis de Noé
Sab Out 06, 2012 1:55 pm por Lightness

» Livros para quem desejar conhecer o espiritismo
Sab Out 06, 2012 3:53 am por Lightness

» Richard Dawkins
Ter Jun 28, 2011 7:56 pm por Monstrinho

» Por que o Darwinismo é uma religião?
Ter Jun 28, 2011 6:58 pm por Monstrinho

» Joseph Campbell
Ter Jun 14, 2011 11:09 pm por Monstrinho

» Olá!! Eu sou o Monstrinho!
Ter Jun 14, 2011 10:57 pm por Monstrinho

» Conceito de Budismo
Ter Jun 14, 2011 10:50 pm por Monstrinho

» Conceito de Deus
Ter Jun 14, 2011 10:35 pm por Monstrinho

» Reflexões sopbre o espaço e o tempo
Dom Set 05, 2010 12:33 pm por Gerson Machado de Avillez

» apocalipse
Sex Set 03, 2010 8:30 pm por icemaster

» O SILÊNCIO
Sab Ago 14, 2010 3:59 pm por Joaquim Santos Albino

» Conceito de Imortalidade
Sex Jul 23, 2010 4:41 pm por Joaquim Santos Albino

» Mentes Brilhantes
Seg Jul 12, 2010 4:35 pm por Joaquim Santos Albino

» O Inferno
Ter Jul 06, 2010 5:59 pm por icemaster

Navegação
 Portal
 Índice
 Membros
 Perfil
 FAQ
 Buscar
Dezembro 2016
SegTerQuaQuiSexSabDom
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031 

Calendário Calendário

Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

[ Ver toda a lista ]


O recorde de usuários online foi de 25 em Qui Jun 24, 2010 12:44 pm

Daniel Dennett

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Daniel Dennett

Mensagem  Admin em Sex Jun 11, 2010 3:46 pm


Daniel Clement Dennett (Boston, 28 de março de 1942) é um proeminente filósofo estadunidense.
As pesquisas de Dennet se prendem principalmente à filosofia da mente (relacionada à ciência cognitiva) e da biologia. Dennett é ainda um dos mais proeminentes ateus da actualidade.
Para Dennett, os estados interiores de consciência não existem. Em outras palavras, aquilo que ele chama de "teatro cartesiano", isto é, um local no cérebro onde se processaria a consciência, não existe, pois admitir isto seria concordar com uma noção de intencionalidade intrínseca. Para ele a consciência não se dá em uma área especifica do cérebro, como já dito, mas em uma sequência de inputs e outputs que formam uma cadeia por onde a informação se move.
Um dos livros de Dennett é A Ideia Perigosa de Darwin
.

Dennett tem observado em vários locais que o seu projeto filosófico global manteve-se em grande parte o mesmo desde o tempo de Oxford. Ele está principalmente preocupado em proporcionar uma Filosofia da Mente que seja baseada em pesquisas empíricas. Em sua dissertação original, Conteúdo e consciência, ele quebrou o problema de explicar a mente através da necessidade de uma teoria do conteúdo e de uma teoria da consciência. A sua abordagem nesse projeto também permaneceu fiel a esta distinção. Assim como Conteúdo e consciência têm uma estrutura bipartida. Ele viria a recolher vários ensaios sobre o conteúdo em atitude intencional e sintetizar as suas opiniões sobre a consciência em uma teoria unificada em Consciousness explained. Esses volumes, respectivamente, formam o mais amplo o desenvolvimento de sua opinião.
Em Consciousness explained, Dennett tem interesse na capacidade de evolução para explicar algumas das características de produção de conteúdos de consciência já é aparente, e isso se tornou uma parte integrante do seu programa. Ele defende uma teoria conhecida por alguns como darwinismo neural. Ele também apresenta um argumento contra as qualia, ele argumenta que o conceito é tão confuso que não pode ser posto a qualquer uso ou entendido em qualquer forma não-contraditória e, portanto, não constitui uma válida refutação de Fisicalismo. Muito do trabalho de Dennett desde a década de 1990 tem se preocupado em dar as suas idéias anteriores, abordando os mesmos temas a partir de uma perspectiva evolucionária, o que distingue humanos a partir de cérebros de mentes animais (Tipos de Mentes), a forma livre e espontânea vontade é compatível com uma visão naturalista do mundo (Liberdade evolui). Em 2006 seu livro Breaking the Spell, Dennett tenta dar à crença religiosa o mesmo tratamento, explicando possíveis razões evolutivas para o fenômeno da adesão religiosa.

Dennett vê a evolução por seleção natural como um processo algorítmica. Esta ideia está em conflito com a filosofia do paleontólogo evolucionista Stephen Jay Gould, que preferiu salientar o "pluralismo" de evolução (ou seja, a sua dependência de muitos fatores cruciais, dos quais a seleção natural é apenas uma).
Dennett, do ponto de vista da evolução é visto como sendo fortemente adaptacionista, em consonância com a sua teoria da atitude intencional, e os pontos de vista do biólogo evolucionista Richard Dawkins. Em Darwin's Dangerous Idea, Dennett mostrou-se ainda mais disposto a defender o adaptacionismo de Dawkins, dedicando um capítulo inteiro a uma crítica das idéias de Gould.
As teorias de Dennet tiveram uma influência significativa sobre o trabalho do psicólogo evolucionista Geoffrey Miller. Ele também escreveu sobre e defendeu a noção de memética como uma ferramenta útil filosoficamente, mais recentemente, em seu Cérebros, computadores e Mentes
.

Fonte: Wikipédia

Livro: Darwin´s dangerous idea

A Ideia Perigosa de Darwin é um livro da autoria de Daniel C. Dennett (1995) que explora os efeitos que a teoria da evolução de Charles Darwin terá produzido no pensamento filosófico ocidental.
Segundo o autor, a teoria de Darwin sugere que a vida no planeta Terra foi produzida por um processo algorítmico absolutamente cego, enquanto pensadores da época de Darwin defendiam que só Deus poderia criar todas as coisas concebidas.
Através da seleção natural, a concepção e a própria mente de Deus seriam criadas a partir de coisas mais simples. Através da biologia, Darwin teria encontrado uma solução para um problema de filosofia antiga: as origens da concepção.

Dennett introduz termos como "Gruas" (mecanismos que produzem concepção de baixo para cima sem a necessidade de uma entidade superior) e "Ganchos Celestes" (mecanismos que criam concepção por meios milagrosos), colocando-os com um papel preponderante de entre os possíveis mecanismos susceptíveis de criar concepção. Defende também a idéia de que Darwin conseguiu encontrar um processo de concepção que dispensa a existência de uma inteligência superior, baseado na idéia de seleção natural.

Um dos temas discutidos no livro é o adaptacionismo. O autor procura mostrar que os tímpanos de Stephen Jay Gould (http://pt.wikipedia.org/wiki/Stephen_Jay_Gould) na realidade não existem e são de facto exaptações. Dennett concede que Stephen Jay Gould chamou a atenção para alguns problemas importantes como o pan-adaptacionismo, mas defende que os darwinistas clássicos nunca foram adaptacionistas e que sempre tomaram em consideração outros factores. Dennett mostra que Stephen Jay Gould não refutou o adaptacionismo. Pelo contrário, deu-lhe mais consistência.

Admin
Admin

Mensagens : 47
Data de inscrição : 04/06/2010
Idade : 50
Localização : Portugal

Ver perfil do usuário http://opovodemaxial.forum-livre.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum